Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Puede obtener más información en nuestra política de cookies

FENOMENOLOGIA E PSICOLOGIA: A(S) TEORIA(S) E PRÁTICAS DE PESQUISA

FENOMENOLOGIA E PSICOLOGIA: A(S) TEORIA(S) E PRÁTICAS DE PESQUISA
Ficha técnica
Editorial:
EDITORA APPRIS
ISBN:
9788547306946
Idioma:
PORTUGUÉS
Formato:
EPUB
DRM:
Si
Tagus

9,49 €

A psicologia e a fenomenologia são áreas que fascinam pelas suas formas de pensar o humano, pois pensar o humano significa ir além: é pensar o homem em suas possibilidades e capacidades de enfrentar. É conceber a pessoa em sua dimensão de ser-no-mundo, que tem uma forma muito própria de olhar a vida, a si mesmo e ao outro. É compreender três olhares fundamentais: o olhar que lanço sobre mim, o olhar que lanço sobre o outro e o olhar que lanço sobre o olhar do outro, e me possibilitam ser quem sou. É necessário ir além da patologização do humano. A necessidade é de olhar o mundo de frente e redimensionar as relações. Quem somos? Como somos? Como conceber a vida? A vida é plena de encontros, desencontros e reencontros. Ao compreendê-la assim, possibilitamo-nos seguir adiante na busca de nós mesmos na comunhão com o outro. A proposta desta obra é pensar a Psicologia partindo do pensamento de autores significativos da fenomenologia ? Martin Heidegger, Maurice Merleau-Ponty e Jean-Paul Sartre ? e, a partir de então, explicitar as características do Método Fenomenológico de Pesquisa em Psicologia. Considerando tal proposta, são apresentadas aqui pesquisas realizadas com amazônidas, com temas contemporâneos, plenos de significados e de ressignificações. Quem somos nós? Como pensamos? Estamos incrustrados na maior floresta do planeta, sendo o resultado da heterogeneidade de mais de cem etnias distribuídas e, portanto, como o Rio Amazonas, jovem e em completo processo de reconstrução de suas margens (considerando que a cada cheia a orla se modifica), em contínua modificação, como nossa cultura. Ou seriam culturas amazônidas?